A Bíblia diz que a águia habita no cume do penhasco, em lugar seguro, onde faz sua morada. Ali nas alturas, ela faz o ninho dos seus filhos (Jó 39.27,28). Esse fato nos enseja algumas lições preciosas. A águia pode se tornar pedagoga para as mães. Precisamos, também, colocar o ninho dos nossos filhos nos lugares altos, longe dos predadores. Vivemos cercados de muitos perigos. A televisão, a internet, as amizades, a falta de valores absolutos e as filosofias prevalecentes neste mundo tenebroso conspiram, não poucas vezes, com a formação moral e espiritual da família. Precisamos estar atentos para proteger os nossos filhos dos aleivosos predadores. Como a águia pode ensinar as mães nesse bendito ministério de educar os filhos?

1. Proteja seus filhos, colocando o ninho deles em lugares altos –
Mãe, você é como uma guarda das fontes. O estadista americano Abraham Lincoln disse que as mãos que mbalam o berço movem o mundo. Sua presença, seus conselhos e sua proteção são fundamentais para o êxito de seus filhos. Você precisa estar atenta para saber quem são os amigos de seus filhos, com quem eles andam, onde estão indo e a que horas chegam em casa. Você precisa saber o que eles vêem na televisão e em que mares navegam na internet. Você precisa proteger seus filhos dos perigos que conspiram constantemente contra eles.

2. Ensine seus filhos pelo exemplo e não apenas por palavras – Quando os filhotes da águia precisam sair do ninho, ela começa a voar sobre o ninho deles para estimulá-los a sair e enfrentar os desafios da vida. O exemplo não é apenas uma forma de ensinar, é a única forma eficaz. Ensinamos mais com a vida do que com palavras. Devemos ensinar os nossos filhos no caminho e não apenas o caminho. caminho e não apenas o caminho. Antes de inculcarmos neles a verdade, essa verdade precisa estar no nosso coração.

3. Ouse disciplinar seus filhos, pois a disciplina é um ato responsável de amor –
Quando os filhotes da águia se acomodam no ninho em vez de sair para os desafios da vida, ela tira toda penugem dele e deixa apenas os espinhos para acicatar os filhos. A superproteção aos filhos não os equipa para a vida. Os pais precisam dar aos filhos não o que eles querem, mas o que eles precisam. O rei Davi colheu muitas derrotas na criação de seus filhos por não ter coragem de confrontá-los. O sacerdote Eli perdeu seus filhos por não corrigi-los. Quem ama, disciplina!

4. Não desista nunca de seus filhos, eles devem ser seus discípulos – A atitude mais radical da águia com seus filhos é arrancá-los do ninho e lançá-los no espaço. Os filhotes saem dando cambalhotas no ar e a águia deixa. Porém, antes de caírem ao chão, ela os toma com suas possantes garras e leva-os novamente para as alturas e de lá os arroja. Ela faz isso uma, duas, cinco, dez vezes até que o filhote aprende a voar sozinho. A águia jamais desiste de investir nos seus filhos. Ela faz deles verdadeiros discípulos. Precisamos de mães que invistam nos seus filhos, que tenham paciência com seus filhos e que jamais abram mão de seus filhos. Precisamos de mães intercessoras, de mães que estejam dispostas a pagar qualquer preço para ver seus filhos salvos, de mães que ensinem a Palavra de Deus e lutem pela proteção de seus filhos. Uma família sempre terá esperança onde houver mães que orem, que vivam e ensinem a Palavra de Deus a seus filhos, sabendo que são filhos da promessa, herança de Deus e devem ser vasos de honra nas mãos do Senhor.

Rev. Hernandes Dias Lopes
Print Friendly