Referência: João 14.1-3

INTRODUÇÃO

1.Coração turbado é a coisa mais comum do mundo. Todas as pessoas de todas as classes sociais, de todas as idades e credos religiosos sabem o que é um coração turbado.

2.Nenhuma segurança ou sistema de alarme pode deixar do lado de fora, esse avassalador assaltante da alma. As causas que deixam o nosso coração turbado vêm de dentro e também de fora. Emanam da nossa mente e também do nosso corpo. Vêm daquilo que amamamos e também do que tememos.

3.Mesmo os crentes mais consagrados sabem o que é beber o cálice mais amargo da dor na caminhada entre a graça e a glória. Os santos mais consagrados encontram neste mundo um vale de lágrimas.

4.Jesus estava se despedindo dos seus discípulos. Aquela era a quinta-feira do Getsêmani; a quinta-feira do suor de sangue; a quinta-feira da traição de Judas; a quinta-feira da negação de Pedro; a quinta-feira da prisão de Jesus.

5.Os discípulos estão com o coração turbado:

a)Estavam tristes – devido a iminente partida de Cristo; devido à esmagadora solidão que os atingia.

b)Estavam envergonhados – devido ao egoísmo que haviam evidenciado, perguntando quem era o maior entre eles.

c)Estavam perplexos – devido à predição de que Judas trairia Jesus e Pedro o negaria e os demais ficariam dispersos.

d)Estavam vacilantes na fé – pensando: como pode o Messias ser alguém que vai ser traído?

e)Estavam angustiados – diante das aflições, açoites, perseguições, prisões e torturas que enfrentariam pela frente.

6.Jesus os consola, dizendo-lhes: “Não se turbe o vosso coração”. Como, então triunfar sobre as turbulências da vida?

I. COLOCANDO A CONFIANÇA EM CRISTO APESAR DAS CIRCUSTÂNCIAS – V. 1

1.O que significa confiar em Cristo?

A forma do verbo no indicativo e no imperativo significa: Já que vocês confiam em Deus, continuem confiando em Mim.

Essa não é uma fé apenas uma intelectual – Essa fé não pode nos ajudar na hora da tempestade; isso é apenas conhecimento histórico.

Essa não é uma fé apenas intelectual e emocional – Essa é a fé dos demônios. Eles crêem e estremecem, mas estão perdidos.

Essa não é uma fé na fé – Uma pequena fé no grande Deus vale mais do que uma grande fé no objeto errado. Muitos dizem: Ah! Eu tenho uma grande fé. Confiam na fé que têm, e não no grande Deus.

Essa não é uma fé kierkegaardiana – um salto no escuro.

Confiar em Deus e no seu Filho é crer, confessar e descansar no seu poder, na sua sabedoria, na sua providência, no seu amor, e na sua salvação.

2.A fé em Cristo, o remédio para a doença do coração turbado

As crises vêm. Os problemas aparecem. As tempestades nos ameaçam. Os ventos contrários conspiram contra nós, mas CONTINUEM CONFIANDO EM MIM, disse Jesus! Mc 4:31-35 Jesus perguntou aos discípulos: Por que sois assim tímidos, por que não tendes fé? (Promessa, presença, paz, poder).

As sombras cairão sobre nós. A perseguição virá. A cruz é inevitável, mas CONTINUEM CONFIANDO EM MIM, disse Jesus!

As prisões e os açoites nos alcançarão. O sofrimento e a morte nos apanharão, mas CONTINUEM CONFIANDO EM MIM, disse Jesus!

Virá a solidão, a crise financeira, a doença, o luto, a dor, as lágrimas, os vales profundos, as noites escuras, mas CONTINUEM CONFIANDO EM MIM, disse Jesus!

A cruz será um espetáculo horrendo, os homens me cuspirão no rosto e me pregarão na cruz, mas CONTINUEM CONFIANDO EM MIM, disse Jesus!

A fé em Jesus é o único remédio para um coração turbado. A fé olha para Jesus e não para a tempestade. A fé ri das impossibilidades. A fé triunfa nas crises. Abraão creu contra a esperança. Paulo na hora do martírio disse: Eu sei em quem tenho crido.

II. SABENDO QUE NESTE MUNDO SOMOS PEREGRINSO, MAS O CÉU É O NOSSO LAR – V. 2-3

Diante das provas, das tribulações e do sofrimento, precisamos levantar a cabeça e olhar para a recompensa final. Na jornada cristã é sofrimento, dor, cruz, mas o fim desse caminho, é a glória, o céu. A nossa leve e montânea tribulação produz para nós eterno peso de glória. O sofrimento do tempo presente não pode ser comparado com as glórias por vir a serem reveladas em nós.

Olhar para frente, para o céu, para a nossa recompensa, para a nossa herança, para a nossa Pátria, para o nosso lar nos capacita a triunfar sobre as turbulências da vida.

Como Jesus descreve o céu?

1.O céu é o nosso destino

A morte não é o fim da vida. A morte não tem a última palavra. O aguilhão da morte foi arrancado. Morrer para o crente é lucro. Morrer para o crente é deixar o corpo e habitar com o Senhor. Morrer para o crente é habitar com Cristo. Quando o crente morre ele não para o cemitério, nem para o purgatório, mas para o céu.

2.O céu é um lugar de gozo e descanso

O céu é onde está o trono de Deus. As hostes de anjos e a incontável assembléia dos santos glorificados. O céu é a nossa Pátria. Lá está o nosso tesouro. Lá está o nosso galardão. Lá está a nossa herança incorruptível.

O céu é onde Deus vai enxugar as nossas lágrimas. NO céu é onde vamos entoar um novo cântico ao Cordeiro pelos séculos dos séculos.

Hino Tenho lido da bela cidade

3.O céu é a Casa do Pai

Os filhos de Deus estarão todos lá. Se o céu é a casa do Pai, significa que o céu é o nosso Lar. Aqui no mundo somos estrangeiros, mas no céu vamos estar em casa, na Casa do Pai.

O céu é lugar de segurança – Lá não vai entrar maldiçãi. Lá não tem gente doente, aleijada, ferida, oprimida. Lá não tem cortejo fúnebre.

A Casa do Pai é o lugar onde somos amados e aceitos não pelo que temos, mas por quem somos. A Casa da Pai é o lugar onde somos sempre bem-vindos: Lá ouviremos: Vinde benditos de meu Pai, entrai na posse do Reino…

A Casa do Pai, é onde todos os filhos são tratados sem preconceito, sem acepção.

4.O céu é o lugar onde tem muitas moradas

No céu tem lugar para todos os filhos de Deus. Apocalipse 21:16 diz que a cidade mede 2.200Km de largura e 2.200Km de cumprimento. A lugar para todos.

No céu não teremos apenas moradas, mas mansões. O céu é o lugar da nossa morada permanente. Aqui, n corpo, moramos numa tenda frágil, mas lá, habitaremos as mansões celestiais.

5.O céu é o lugar preparado para um povo preparado

Nós não compramos esse lugar no céu. Nós não o merecemos. Ele nos dá dado como presente. É graça, pura graça.

Jesus preparou esse lugar na cruz, na sua morte, ressurreição, ascensão e intercessão. Lá na cruz Jesus abriu-nos um novo e vivo caminho para Deus. Ele é o caminho, a verdade e a vida e ninguém pode ir ao Pai senão por ele.

Ele entrou no céu como o nosso precursor. Ele nos antecipou. Ele entrou na glória primeiro, como nosso irmão primogênito.

O céu é o nosso lar permanente. Aqui somos peregrinos. Aqui estamos de passagem. Estamos a caminho da glória.

6.O céu é o lugar onde teremos comunhão eterna com Cristo

Hino 102

A maior glória do céu é estarmos com Cristo para sempre e sempre. Vamos contemplar o seu rosto. Vamos servi-lo. Vamos exaltá-lo. A eternidade inteira não será suficiente para nos deleitarmos nele, para exaltarmos sua majestade.

Cristo será o centro da nossa alegria no céu. Lá vamos ver a Jesus como ele é: Lá não haverá mais dor, nem luto, nem tristeza. Lá vamos esquecer as agruras desta vida. Lá não vamos fazer perguntas. Lá vamos adorar com alegria (Lázaro).

Hino: Eu avisto uma terra feliz.

7.O céu é o lugar onde teremos plena comunhão uns com os outros

No céu seremos uma só família. Vamos nos conhecer. Vamos nos relacionar em pleno e perfeito amor. No céu vamos abraçar os patriarcas, os profetas, os apóstolos, os nossos ente-queridos que nos antecederam.

III. SABENDO QUE NÃO ESTAREMOS SOZINHOS, MAS JESUS VOLTARÁ PARA NOS BUSCAR – V. 3

1.Como Jesus virá?

a)Jesus voltará certamente

Ele prometeu. Ele disse: Eu voltarei. Venho sem demora. Eis que cedo venho. Vigiai para que este dia não vos apanhe de surpresa.

b)Jesus voltará pessoalmente

O mesmo que subiu é o que vai voltar, Atos 1:9-11. Voltará entre nuvens. Voltará em glória.

c)Jesus voltará visivelmente

Todo o olho o verá. Todas as nações se lamentarão sobre ele. Ele virá com o clangor da trombeta de Deus. Será o evento mais estupendo da história. Será o dia do fim.

d)Jesus voltará gloriosamente

A última palavra não será do mal. A verdade triunfará sobre a mentira. O ímpio não prevalecerá na congregação dos justos, mas será disperso como a palha. A igreja triunfará com Cristo.

Quando a voz do arcanjo soar e a trombeta de Deus ressoar, Cristo aparecerá nas nuvens como relâmpago, com poder e muita glória. Jesus matará o anticristo com o sopro da sua boca. Ele julgará as nações. Ele lançará os ímpios e o diabo no lago do fogo.

Receberemos um novo corpo e subiremos com ele.

Oh! Que consolo saber que o melhor está pela frente. Que não caminhamos para um fim triste, mas para um fim glorioso, apoteótico.

2. Quando Jesus voltará?

a) Jesus voltará inesperadamente

Muitos serão surpreendidos. Muitos não estarão vigiando. Muitos não estarão preparados (Mt 25:1-11). Muitos lamentarão amargamente por terem vivido desapercebidamente. Será como nos dias de Noé: os homens se casam e se dão em casamento. Será como ladrão: o ladrão não manda aviso prévio.

3.Para que Jesus voltará?

a)Ele virá para nos levar para a Casa do Pai, para as bodas

A primeira fase das bodas é a fase do compromisso;

A segunda fase das bodas é a fase da preparação, o pagamento do dote;

A terceira fase das bodas é a fase do encontro com a noiva;

A quarta fase das bodas é a fase da festa na Casa do Noivo, na Casa do Pai.

CONCLUSÃO

1.Aqueles discípulos abatidos, tristes, turbados foram consolados, revestidos com o poder do Espírito Santo, confiaram em Cristo e proclamaram seu nome.

2.Eles viveram como peregrinos, ajuntaram tesouros no céu, viveram sob as leis do céu, aguardando o céu, preparados para a segunda vinda de Cristo.

3.E você? Está ainda com o coração cheio de temor? Ponha sua confiança em Cristo. Saiba que é só mais um pouco e estaremos indo para a Casa do Pai. Breve Jesus virá nos buscar!

Print Friendly