A esperança que não se desespera

A esperança é o oxigênio que nos mantém vivos. Quem não tem esperança vegeta, não vive. Quem passa os anos de sua existência na masmorra do desespero, acorrentado pelo medo e subjugado pelas algemas da ansiedade, conhece apenas uma caricatura da vida. A vida verdadeira é timbrada pela esperança, uma esperança tão robusta que espera até mesmo contra esperança. Foi assim com Abraão, o pai da fé. Deus lhe prometeu um filho, em cuja descendência seriam abençoadas todas as famílias da terra. Abraão já estava com o corpo amortecido. Sua mulher, além de estéril, já estava velha demais para conceber. A promessa de Deus, porém, não havia se caducado. Contra todas as possibilidades humanas, contra todos os prognósticos da terra, contra todo o bom senso da razão humana, Abraão não duvidou por incredulidade, mas pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus e esperou mesmo contra a esperança, e o milagre aconteceu em sua vida. Isaque nasceu e com ele a esperança de uma descendência numerosa e bendita.

A esperança que não se desespera tem algumas características:

1. Ela está fundamentada não em sentimentos humanos, mas na promessa divina. Abraão não dependia de seus sentimentos, mas confiava na promessa. Deus havia lhe prometido um filho e essa promessa não havia sido revogada. Abraão já estava velho e seu corpo já estava amortecido, mas esse velho patriarca não confiava no que estava em seu interior, mas naquele que é superior. Não vivemos pelo que sentimos, vivemos agarrados na promessa. Não devemos nos estribar em nossas emoções instáveis, mas na Palavra estável e inabalável daquele que não pode mentir. As promessas de Deus não podem falhar. Ele é fiel para cumprir sua Palavra. Devemos tirar os olhos de nós mesmos e colocá-los em Deus. Dele vem a nossa esperança. Ele é a nossa esperança. Nele podemos confiar.

2. Ela está fundamentada não em circunstâncias, mas naquele que governa as circunstâncias. A fé ri das impossibilidades, pois não é uma conjectura hipotética, mas uma certeza experimental. A fé não lida com possibilidades, mas com convicção. O objeto da fé não está no homem, mas em Deus. A fé não contempla as circunstâncias, mas olha para aquele que está no controle das circunstâncias. Abraão sabia que Deus poderia fortalecer seu corpo e ressuscitar a fertilidade no ventre de sua mulher. Sabia que o filho da promessa não seria fruto apenas de um nascimento natural, mas, sobretudo, de uma ação sobrenatural. A esperança que não se desespera não olha ao redor, olha para cima; não vê as circunstâncias, comtempla o próprio Deus que está no controle das circunstâncias.

3. Ela está fundamentada não nas ações humanas, mas nas intervenções divinas. Abraão e Sara fraquejaram por um tempo na espera do filho da promessa. O resultado dessa pressa foi o nascimento de Ismael. A ação humana sem a condução divina resulta em sofrimento na terra, mas não em derrota no céu. O plano do homem pode ser atabalhoado, mas o plano de Deus não pode ser frustrado. Deus esperou Abraão chegar a seu limite máximo antes de agir. Esperou que todas as possibilidades da terra cessassem antes de realizar seu plano. Então, a promessa se cumpriu, o milagre aconteceu e Isaque nasceu. O limite do homem não limita Deus. A impossibilidade do homem não ameaça Deus, pois os impossíveis do homem são possíveis para Deus. Quando o homem chega ao fim dos seus recursos, Deus ainda tem à sua disposição toda a suprema grandeza do seu poder. Deus faz assim para que coloquemos nele toda a nossa confiança, para que tenhamos nele toda a nossa alegria e para que dediquemos a ele toda a glória devida ao seu nome.

6 Comentários

  • Eliseu Marcelo da Costa Posted 4 de julho de 2011 20:23

    O pastor Hernandes é uma referência para todos àqueles que querem viver uma vida correta e santa diante de Deus. Sou um leitor de todos os livros do pastor hernandes e de seus sermões. Que Deus continue dando mais sabedoria ao pastor dos pastores no Brasil: Reverendo Hernandes.

  • terezinha g clemente Posted 5 de julho de 2011 22:10

    Excelente esta mensagem,realmente qdo tiramos os nossos olhos de Deus,parece q deixamos de ter esperança,as nossa ansiedades não nos permite ver que nada é impossivél para Deus,portanto vale a pena crer no Deus do impssivél, a história de Abrão é um ótimo exemplo de fé e espernça

  • sonia margarete zanon Posted 9 de julho de 2011 22:42

    como todas mensagens, esta é maravilhosa, quando temos esperança em Deus, não nos desesperamos, esperamos, perseveramos em oração, até o dia em que Deus nos atende, peço muito pelos meus irmãos, estou esperando um milagre para o meu irmão, e se que ele vai um dia receber a graça de Deus, em nome de Jesus Cristo, a minha graça estou recebendo, tenho cancer de pancreas e Deus esta me curando, abençoando cada quimioterapia que faço, eu louvo, e xalto a Deus, todos os dias,bendito seja o senhor, um abraço, pastor que Deus seja sempre louvado em suas mensagens.

  • Estevão Silva Posted 15 de julho de 2011 11:42

    Que Deus continue abençoando esse homem , ele é uma referência que Deus nos enviou para estes dias , na palavra , no entendimento e na sã doutrina , que Deus sempre lhe conceda graça para resistir as lutas e perseguições , para que o mistério de Deus revelado pelo nosso Senhor Jesus Cristo esteja sempre nos seus lábios , Deus seja sempre louvado em sua viada pastor ….

  • escrito por Ana Lucimar M. Leite Posted 24 de julho de 2011 1:04

    Sempre leio os sermões, tem sido benção naotmail.comotmail.com minha vida; Que Deus continue, a usar grandimente sua vida na obra do senhor; para glória dele mesmo e crecimento espiritual para nossas vidas.

  • escrito por Ana Lucimar M. Leite Posted 24 de julho de 2011 1:21

    Sempre leio os sermões tem sido benção na minha vida; Que Deus continue a usa-ló para glória dele mesmo,

Responder

Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *