A IMUTABILIDADE DE JESUS CRISTO

“Jesus Cristo, ontem e hoje, é o mesmo e o será para sempre” (Hb 13.8).

 

O autor aos Hebreus está exortando os crentes a se acautelarem acerca das falsas e estranhas doutrinas, recomendando-os a se lembrarem de seus antigos pastores, que lhes pregaram a palavra de Deus, a fim de imitarem a sua fé. É nesse contexto que ele afirma a imutabilidade de Jesus Cristo. Destacamos, portanto, aqui três verdades solenes:

Em primeiro lugar, Jesus Cristo é o mesmo ontem. Ontem ele foi o Cristo da profecia. Todo o Antigo Testamento apontava para ele. Ele é tudo nas Escrituras. Os patriarcas falaram dele. Os profetas apontaram para ele. O cordeiro da páscoa era um símbolo dele. O tabernáculo era um tipo dele. A arca da aliança e os objetos que dentro dela estavam eram sombra dele. As festas de Israel anunciavam a ele. Os sacrifícios eram prenúncios do seu sacrifício perfeito. O sábado, apontava para ele, o único que oferece descanso verdadeiro para a nossa alma. Jesus Cristo é a semente da mulher que esmagou a cabeça da serpente. Ele é o Maravilhoso Conselheiro, o Deus forte, o Pai da eternidade e o Príncipe da paz. Ele é o Emanuel, o Sol da Justiça e a brilhante Estrela da manhã. Ele o Verbo que se fez carne, o Filho do Altíssimo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo.

Em segundo lugar, Jesus Cristo é o mesmo hoje. O mesmo que habitou com o Pai em glória excelsa antes que houvesse mundo; o mesmo que criou todas as coisas e as sustenta pela palavra do seu poder; o mesmo que na plenitude dos tempos nasceu de mulher, sob a lei, para ser o nosso Redentor; o mesmo que habitou entre nós cheio de graça e de verdade, andando por toda parte fazendo o bem e libertando os oprimidos do diabo, está conosco; o mesmo que voltou ao céu, derramou o Espírito Santo e está assentado no trono como o governador do universo; o mesmo que à destra do Pai exerce a gloriosa função de Sumo Sacerdote e Advogado do seu povo está conosco. Ele é o mesmo em seus atributos e o mesmo em suas poderosas obras. Ele é o Pastor e Bispo da nossa alma. Ele é o nosso Refúgio verdadeiro, a nossa alegria, a nossa paz, a nossa justiça, a razão suprema da nossa vida. Nele não há nenhuma sombra. Em seu caráter não há qualquer variação. Ele é o Rei da glória, diante de quem se curvam os exércitos celestiais. Ele é fundamento, o dono, o edificador e o protetor da igreja. Ele é a porta da salvação, o caminho para Deus, a verdadeira luz que ilumina a todo homem. O mesmo que triunfou sobre os principados e potestades na cruz está conosco. Ele é quem nos toma pela mão direita, nos guia com o seu conselho eterno e nos recebe na glória.

Em terceiro lugar, Jesus Cristo é o mesmo para sempre. Há plena consistência na pessoa de Jesus Cristo. Ele nunca mudou nem jamais mudará. Ele é o mesmo que foi ontem, é hoje e será para sempre. Seus atributos são os mesmos. Suas obras são as mesmas. O que ele fez e faz, também continuará fazendo. Ele nunca desistiu de ser o Redentor, poderoso para salvar e perdoar. Ele nunca abriu mão de sua graça, suficiente para redimir pecadores mortos em seus delitos e pecados. Ele pode tudo quanto ele quer. Ele faz tudo conforme o conselho de sua vontade. Ele cumprirá cada promessa feita. Ele consumará a história, levando-a ao seu desfecho final. Ao fechar as cortinas do tempo e abrir os portais da eternidade ficará notório que ele colocará todos os seus inimigos debaixo de seus pés e reinará soberana e gloriosamente com sua igreja, pelos séculos eternos. Afirmamos, portanto, que de eternidade a eternidade ele é Deus. Ele tem em suas mãos o  universo. Ele governa sobre as nações. Os reinos deste mundo estarão sob o seu governo e ele reinará para sempre, porque nele nunca houve nem jamais mudança. Ele é o mesmo ontem, hoje e para sempre o mesmo!

 

Rev. Hernandes Dias Lopes

Responder

Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *