A sementeira da Palavra

Referência: Lucas 8.4-8,12-15

1.O semeador

Entre os semeadores, há uns que saem sem semear e há outros que semeiam sem sair. Mas Jesus diz que o semeador saiu a semear, mas não diz que voltou, pois quem lança a mão do arado e olha para trás não é apto para o Reino de Deus.

2.O campo da semeadura

E se esse semeador quando saiu, achasse o campo tomado? E se se armassem contra ele os espinhos? E se se levantassem contra ele as pedras? E se se fechassem os caminhos, que havia de fazer?

Todos estes problemas enfrentou o semeador. Começou ele a semear, mas com pouca ventura. Uma parte caiu entre os espinhos e afogaram-no os espinhos. Outra parte caiu sobre as pedras e secou-se nas pedras por falta de umidade. Outra parte caiu no caminho e pisaram-no os homens e comeram-no as aves.

Ora vede como todas as criaturas do mundo se armaram contra esta sementeira. Todas as criaturas quantas há no mundo se reduzem a 4 gêneros:

1)Criaturas racionais – como os homens;

2)Criaturas sensitivas – como os animais

3)Criaturas vegetativas – Como as plantas

4)Criaturas insensíveis – Como as pedras.

Faltou algumas dessas que se não armasse contra o semeador? Nenhuma!

A natureza insensível, o perseguiu nas pedras.

A natureza vegetativa, o perseguiu nos espinhos.

A natureza sensitiva, o perseguiu nas aves.

A natureza racional, o perseguiu nos homens.

As pedras secaram-no, os espinhos afogaram-no, as aves comeram-no e os homens? Pisaram-no.

Quando semeamos a Palavra encontramos homens homens, homens pedra, homens que férem como espinho e homens secos como o chão da estrada. Houve aqui semente mirrada, semente afogada, semente comida e semente pisada.

Mas o semeador não desanimou nem desistiu porque a outra parte caiu em terra boa e produziu a 30, 60 e 100 por um.

“Os que com lágrimas semeiam, com júbilo voltarão trazendo seus feixes”. O semeador foi perseverante e viu a multiplicação da sementeira.

3.Os diversos tipos de solo – o significado da parábola

A semente que semeou o semeador é a Palavra de Deus. Os espinhos, as pedras, o caminho e a terra boa em que a semente caiu são os diversos tipos de coração dos homens.

a)Os espinhos – São os corações embaraçados com cuidados, com riquezas, com prazeres carnais. E nestes afoga-se a Palavra de Deus.

b)As pedras – São os corações que recebem com alegria, mas depois rechaçam a Palavra. São os corações duros e obstinados e nestes seca-se a Palavra de Deus, e se nasce, não cria raízes.

c)Os caminhos – São os corações inquietos e perturbados com a passagem e tropel das coisas do mundo, umas que vão, outras que vêm, outras que atravessam e todas que passam e nestes é pisada a Palavra de Deus.

d)A terra boa – São os corações que acolhem a Palavra e neles frutifica com tanta fecundidade e abund6ancia que se colhe cento por um.

4.Por que a Palavra prospera tão pouco hoje?

Se a Palavra de Deus é tão eficaz e poderosa, como vemos tão poucos frutos hoje? Se ela frutifica a cento por um, por que hoje não frutifica nem a um por cento? Na Igreja Primitiva, na Reforma, nos Reavivamentos multidões convertiam-se a Cristo. Vidas eram transformadas, lares eram reerguidos, cidades eram salvas, nações eram restauradas.

Hoje, a despeito de termos tantos pregadores e tantos sermões e tanta semeadura, porque há tão poucos frutos genuínos? Por que tão poucos homens se arrependem de verdade? Por que tão poucos resultados se Deus é o mesmo e se a Palavra é a mesma?

5.Identificando as causas

a)Será por parte de Deus? Por parte de Deus não pode ser. Ele é o mesmo eternamente. Ele tem poder para salvar. Ele não tem prazer na morte do ímpio. Ele quer que todos cheguem ao arrependimento. Ele tem prazer na misericórdia. Ele é rico em perdoar. As sementes perderam porque os espinhos a afogaram, as pedras a secaram, os homens a pisaram e as aves a comeram. Mas não diz que elas se perderam por causa do sol ou da chuva, pois estes são dádivas de Deus.

b)Será por parte do ouvinte? Desde que o homem caiu, ele sempre é o mesmo. Se Deus não lhe abrir o coração, não lhe conduzir ao arrependimento e não lhe plantar a fé salvadora não pode crer.

6.A verdadeira causa

A causa está no semeador. Cristo não o comparou ao que semeador, mas ao que semeia. Não diz Cristo: “Saiu a semear o semeador”, mas sim “saiu o semeador a semear”.

Entre o semeador e o que semeia há muita diferença. Uma coisa é o soldado outra é o que peleja. Uma coisa é o governador, outra o que governa. Uma coisa é o pregador, outra é o que prega. Semeador e pregador é nome; o que semeia e o que prega é ação. As ações são as que dão ser ao pregador.

Ter nome de pregador ou ser pregador de nome não importa nada. As ações, a vida, o exemplo é que dão resultado.

Palavras sem vida são tiro sem bala, atroam mas não férem. O pregar que é falar, faz-se com a boca; o pregar que é semear, faz-se com as mãos.

Exemplo: Elias foi boca de Deus. A Palavra de Deus na sua boca era verdade. O bastão profético na mão de Eliseu tinha poder.

Precisamos pregar aos ouvidos e também aos olhos:

a)Jesus pregou aos ouvidos e aos olhos – Ide dizer a João o que estais ouvindo e vendo.

b)Felipe pregou aos ouvidos e aos olhos em Samaria.

c)Paulo pregou aos ouvidos e aos olhos – A minha pregação não consiste em palavras de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder.

Mas precisamos pregar também a Palavra com fidelidade:

a)Muitos pregadores pregam hoje não a Palavra de Deus, mas seus próprios sonhos, visões e revelações forâneos às Escrituras. Disse Deus por Jeremias: “O profeta que tem sonho conte-o apenas como sonho; mas aquele em quem está a minha Palavra, fale a minha palavra com verdade. Que tem a palha com o trigo?Diz o Senhor” (23:28).

b)Jesus defendeu-se do diabo no deserto citando a Palavra de Deus, então o diabo o levou ao pináculo do templo e também o tentou citando a Palavra de Deus. De sorte que Cristo se defendeu do diabo citando a Escritura e o diabo tentou a Cristo com a Escritura. Todas as Escrituras são palavra de deus, pois se Cristo toma a Escritura para se defender do diabo, como toma o diabo a Escritura para tentar a Cristo? A razão é que Cristo toma a Escritura no seu sentido, o diabo torce a Escritura. Pregar a Escritura no seu verdadeiro sentido é pregar a Palavra de Deus; pregar a Escritura no sentido em que Deus não a disse é pregar a palavra do diabo. A Palavra de Deus interpretada com fidelidade é Palavra de Deus, interpretada de forma errada é ferramenta do diabo. O pináculo do templo tem sido hoje o lugar onde a Palavra de Deus tem sido golpeada, torcida, adulterada pelo liberalismo, sincretismo e misticismo.

7.Que mensagem devemos pregar?

Muitos rejeitam, zombam e não querem ouvir a Palavra de Deus. Mas a doutrina de que eles zombam, essa é a que lhes devemos pregar, porque é a mais proveitosa.

A semente que caiu no caminho comeram-na as aves. Estas aves, como explicou Jesus são os demônios, que tiram a Palavra de Deus dos corações dos homens. Pois porque não comeu o diabo a semente que caiu entre os espinhos? Ou a semente que caiu nas pedras? Se não a semente que caiu no caminho? Porque a semente que caiu no caminho, PISARAM-NA OS HOMENS.

E a mensagem que os homens pisam, essa é a que o diabo teme, pois a mensagem que os homens aplaudem o diabo não se acautela, porque sabe que não são essas as pregações que hão de lhe tirar as almas das mãos.

Explicando Cristo a parábola diz que as pedras são aqueles que ouvem a pregação com gosto, mas depois viram pedras! O frutificar não se ajunta com o gostar, senão com o padecer. A pregação que frutica não é aquela que dá gosto ao ouvinte, é aquela que lhe produz a agonia do arrependimento. Quando o ouvinte a cada palavra do pregador treme. Quando o ouvinte vai do sermão para casa atônito com seus pecados, essa é a pregação que convém e que dará fruto.

Devemos esperar não que os homens saiam dos nossos cultos contentes de nós, mas descontentes de si. Devemos pregar o que convém à sã doutrina e não para entreter e agradar aqueles que estão desesperadamente precisando de ser salvos.

Que Deus nos ajude a semear, sabendo que a Palavra de Deus não volta vazia. Sabendo uma alma vale mais do que o mundo inteiro.

13 Comentários

  • Elcy Fortuna Jales Posted 6 de dezembro de 2010 21:11

    Ouvir, ler artigos,livros e mensagens do Rev.Hernandes, é uma preciosidade que alimenta nossa alma e que nos leva a tomar posição, diante de Deus e dos homens.
    Elcy

  • Aurineide Posted 7 de dezembro de 2010 15:26

    Maravilhoso,
    A palavra quando pregada com honestidade, com sabedoria, com fidelidade, com unção, faz efeito. E o efeito esperado por Deus.
    Já não queremos mais nos arrependermos dos pecados, já não queremos mais meditar na palavra de dia e de noite, já estamos misturando nossa fé, nossa esperança com “pensamento positivo” e “simpatias”.
    Desobedecemos a Deus desavergonhadamente, e queremos tripudiar sobre Sua misericórdia que é infinita.
    Não ficamos devendo nada para o povo de Israel que desobedecia, murmurava e traía Deus.
    Dengosos, fazemos “beiçinho” para arrancar algo das mãos de Deus, esquecendo-nos que Deus não se deixa escarnecer.

  • Regiane Barreto Posted 9 de dezembro de 2010 6:37

    Maravilhoso poder ouvir uma mensagem tão linda! Hoje eu precisava desta palavra! Obrigada Pastor Hernandes, que o Senhor continui usando sua vida para edificar a minha. Amém!

  • LuciaCosta Posted 18 de dezembro de 2010 16:51

    Rev. Hernandes, que o Espírito do Senhor lhe conceda poder para anunciar cada vez mais, a Palavra! Seguramente, o senhor é um dos mais notáveis pregadores da Palavra:

    Como é maravilhoso ouvir um sermão embasado na Palavra! Meu pai tem 89 anos e ele sempre diz: Hj não se anuncia mais o Evangelho de Jesus, o Evangelho que leva o homem ao arrependimento…

  • MISAEL SOUZA FELIPE Posted 31 de dezembro de 2010 17:27

    Eu tinha certeza..que Deus me exortaria neste ultimo dia do ano..tava navegando na net..quase a deriva.. DEus me guiou a esta santa pagina para eu ouvir a voz de DEus..Senhor… obrigado..pela palavra util….

  • Eunice Ferreira Posted 13 de janeiro de 2011 17:11

    Rev. Hernades!!
    Agradeço ao Senhor Jesus por ter lhe escolhido como Servo fiel. Como tenho aprendido com o senhor desde que o encontrei na rede tv!!
    fico maravilhada com suas palavras, que maravilha é ve-lo pregando!!!
    Que Deus te abençoe sempre.
    Os seus sermões tem sido uma benção na minha vida.

  • Juliana Posted 31 de janeiro de 2011 18:02

    Palavra abençoada! Um rega, outro planta, mas quem dá o crescimento é Cristo com seu poder.

  • Afonso Irene de Meneses Posted 17 de fevereiro de 2011 16:56

    Amado pastor
    Estou feliz que você tenha falado de algo tão importante: muita pregação e pouca eficiencia. Este asunto me preocupa. Enão vejamos: Para os cristãos que somos monoteístas, a existencia de mais de um centro de poder é idolatria. Isto é básico demais. Jesus “Vós, porém, não tereis mestres …” no entanto, quem diz o que é certo aos cristãos são Paulo, Pedro, Tiago, João e Judas. Jesus foi completamente esquecido!!!!!. É por isto que a igreja é uma organização tão doentia; estão todos os pregadores de costas para Jesus e esperam que a igreja tenha vida. Estão alimentando os crentes de porcarias. Só Jesus é Deus, só Ele pode ensinar, só Ele pode curar, só Ele pode salvar. Portanto renunciem á idolatria apostólica e vejam de que Jesus é capaz. Olhar a religião protestante de um ponto de vista em que só Jesus tem autoridade é como se tivéssemos uma outra religião, a que foi abandonada há quase 17 séculos.
    Eu sou um cristão presbiteriano tradiconal curado de câncer e insuficiencia cardíaca e luto por um cristianismo mais verdadeiro, ético e socialmente responsável, para isto lancei as bases do Movimento pela Reconstrução do Cristianismo, por isto peço a cada cristão considere que só Jesus é Deus.

    • Gustavo Posted 5 de fevereiro de 2018 22:13

      Não amigo. Toda a Bíblia é inspirada por Deus. De modo que não há palavra com maior autoridade que outra. O Espírito Santo que guiou Jesus o fazendo crescer em conhecimento e o levando ao deserto mesmo ele sendo Deus. Mas também continuou com esse ministério fazendo com que a igreja expandisse através dos discípulos. Claro Jesus é Deus e tem todo o poder. Mas o Espírito Santo guiou também os apóstolos e Jesus disse a eles que coisas maiores fariam. Não podemos ser juízes da Escritura dizendo que um texto tem mais autoridade que outro, já que toda a Bíblia é inspirada por Deus. Então, sim, o que Jesus ou Paulo ou Judas ou João disseram tem a mesma autoridade

  • Carmen Clark Pires Posted 19 de fevereiro de 2011 13:19

    Estas suas duas Pregações continuadas, Pr.Hernandes: Semeadura e Colheita e Sementeira da Palavra, juntas, trazem a MOTIVAÇÃO certa aos que nos dispomos a DAR FRUTOS, PERSEVERANDO no serviço do Deus que milagrosamente quer e pode TRANSFORMAR nossos ERROS em ACERTOS. Obrigada, pela sua efetiva lucidez e coragem de transmitir o que JESUS transmitiu e porisso foi morto.Sua DEFESA do Evangelho é cristalina como água pura! Amém.

  • inaldo borges Posted 25 de fevereiro de 2011 21:15

    Deus continue lhe abençoando pastor o senhor é uma benção nas mãos de Deus

  • ALDO MENDES BARBOSA Posted 6 de março de 2011 23:57

    tive i privilégio de conhecer esse grande homem de deus em 2010 aqui em macapá, quando pregou em nossa igreja sobre a vida de paulo… que sermão maravilhoso e cheiro de unção… “que o senhor da seara possa usá-lo cada vez mais em seu ministério!!!

  • Nome (obrigatório)Paulo jeremias dos santos moraes Posted 5 de setembro de 2011 1:51

    rev.Hernandes!! agradeço a Deus pela sua vida,pois tenho aprendido muito com as mensgens que Deus lhe dar.

Responder

Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *