Pr. Hernandes

Ainda há esperança para a família

No mundo inteiro a família está em crise. Há uma confluência de vários fatores hostis que conspiram contra a família nestes dias. Há uma guerra declarada contra esta vetusta e veneranda instituição divina, visando dinamitar seus alicerces e solapar seus valores absolutos. As pessoas hoje questionam a validade e a indissolubilidade do casamento. Os casais estão confusos acerca dos papéis que exerce

Dízimo, dai a Deus o que é de Deus

O dízimo não é invenção da igreja, é princípio perpétuo estabelecido por Deus. O dízimo não é dar dinheiro à igreja, é ato de adoração ao Senhor. O dízimo não é opcional, é mandamento; não é oferta, é dívida; não é sobra, é primícia. O dízimo é ensinado em toda a Bíblia, antes da lei (Gn 14.20), na lei (Lv 27.30), nos livros históricos (Ne 12.44), poéticos (Pv 3.9,10), proféticos (Ml 3.8-12) e tam

Divórcio: liberdade ou prisão?

O divórcio está na moda. A sociedade moderna tem sacudido de si o jugo das Escrituras para viver o permissivismo de uma cultura humanista. Muitos casais com a esperança morta, com os sonhos sepultados, feridos pela infidelidade, secos pela ausência do amor buscam a fuga do casamento no divórcio. Mas, será que o divórcio é a solução? Ele é uma saída legítima e sancionada por Deus para aqueles que n

O supremo propósito da vida

Por que existimos? Com que finalidade Deus nos criou? Qual é a nossa principal missão neste mundo? Qual é o supremo propósito da nossa vida? Muitos, não sabem donde vieram, quem são, porque estão aqui nem para onde vão. Outros, crêem que vieram a este mundo pagar ou expiar os erros cometidos em outras vidas. Há aqueles, que pensam que o propósito da vida é o prazer. Não poucos, fazem da luta para

O papel da esposa no casamento

O casamento não foi instituído pelo homem, foi iniciativa de Deus. Sua gênese antecede à Igreja e ao Estado. Para o casamento atingir os seus próprios, precisamos observar os princípios que Deus estabeleceu em sua Palavra.
Veremos, neste artigo, um dos pilares que sustentam o edifício da família, o papel da esposa no casamento:

1. Submissão inteligente – John Mackay, ilustre

O ministério dos anjos

Temos hoje dois extremos acerca dos anjos: uns enveredam-se pelo lado do misticismo, vendo anjos por todo lado, dando uma super ênfase em seu ministério, chegando alguns às raias da adoração de anjos e outros, que de forma cética negam a existência, o ministério e ação dos anjos hoje.
Os anjos existem mesmo? Desde quando? Para que eles existem? Qual é a importância do trabalho deles?

Todo crente é um missionário

Toda pessoa salva do pecado e do mundo por meio de Cristo é enviada de volta ao mundo como missionário. Todos nós, que fomos lavados no sangue do Cordeiro, somos portadores de boas novas aos que no mundo vivem sem esperança. O missionário não é apenas aquele que sai da sua terra e vai para lugares distantes para mergulhar noutra cultura. O missionário não é apenas aquele que trabalho em campo tran

Eu preciso de Deus

Eu sou muito fraco. Não consigo, sozinho, vencer as tentações que me cercam. A minha carne não pode ser domesticada. Ela precisa ser crucificada. A cruz de Cristo precisa lavrar a sua morte, pois toda a sua inclinação é contra a vontade de Deus. Os seus impulsos são inimizade contra Deus. Os meus desejos, muitas vezes, me arrastam para aquilo que é mal. Desejo fazer o bem, mas não tenho poder para

As marcas de uma igreja atraente

A igreja de Jerusalém tornou-se uma referência em todo o mundo e para todos os tempos. Em Atos 2:1-47 encontramos algumas marcas dessa igreja, dignas de serem imitadas:

1. Era uma igreja comprometida com a verdade – v. 42 – A igreja de Jerusalém nasceu sob a égide das Escrituras. A doutrina dos apóstolos representa a ortodoxia que deve nortear o conteúdo da nossa fé. A igreja não po

Não tem nada a ver

Nossa geração está se acostumando com a idéia de que a verdade é subjetiva e de que cada um tem a sua própria verdade. Para ser mais preciso, nossa geração parece descrer da verdade. Cada um tem a sua experiência. Cada um decide o que é bom. Cada um escolhe o que mais lhe agrada e ninguém pode interferir nessa escolha. Vivemos num mundo plural, com muitas idéias, conceitos e valores. A ética é pri