Jesus, o cabeça da Igreja

O mundo inteiro acompanha, surpreso, a renúncia de Bento XVI, como líder maior do Catolicismo Romano. O alemão Joseph Ratzinger é o 265º papa e um dos maiores expoentes teólogos da Igreja Romana. Homem culto, que domina seis idiomas, entre eles o Português. É autor de vários livros, pianista e membro de várias academias científicas. É reconhecidamente conservador. Combateu firmemente a teologia da libertação. Como chefe de Estado e líder de um dos maiores segmentos religiosos do mundo, é uma das pessoas mais respeitadas de nosso tempo. Porém, o momento é oportuno para fazermos algumas reflexões sobre a posição que o papa ocupa. É o papa o cabeça da igreja, a pedra fundamental sobre a qual a igreja está edificada, o supremo mediador e o substituto do Filho de Deus, como preceitua a dogmática romana? Vejamos o que a Palavra de Deus ensina:

Em primeiro lugar, Jesus é o cabeça da igreja. Essa verdade está meridianamente clara em Efésios 5.23. Nenhum homem, por mais culto ou piedoso, poderia ser o comandante da igreja universal. Somente Jesus tem essa honra. Jesus é o dono da igreja, o Senhor da igreja, o cabeça que governa a igreja, o bispo universal da igreja.

Em segundo lugar, Jesus é a pedra sobre a qual a igreja está edificada. O papado está alicerçado na interpretação de que Pedro é a pedra sobre a qual a igreja está edificada e que todo papa é sucessor de Pedro. A grande questão é se essa interpretação tem amparo bíblico. O contexto de Mateus 16.18 está todo voltado para a Pessoa de Cristo. O próprio Pedro deixou claro que Jesus e não ele é a pedra sobre a qual a igreja está edificada. No começo do seu ministério Pedro disse que Jesus é a pedra (Atos 4.11) e no final do seu ministério, quando escreveu sua primeira carta, tornou a enfatizar esse mesmo fato (1 Pedro 2.4-8).

Em terceiro lugar, Jesus é o único mediador entre Deus e os homens. O título concedido aos papas, “Sumo Pontífice”, significa supremo mediador. Essa expressão não cabe em nenhum líder religioso, pois a Bíblia é categórica em afirmar que só existe um Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo (1 Timóteo 2.5). O próprio Jesus disse: “Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida e ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14.6).

Em quarto lugar, Jesus enviou o Espírito Santo como seu substituto. O título atribuído aos papas “Vicarius Fili Dei”, ou seja, substituto do Filho de Deus, também, não pode ser concedido a nenhum homem. O substituto do Filho de Deus não é o papa, nem qualquer outro líder religioso, mas o Espírito Santo (João 14.16). O Espírito Santo, sendo Deus, está para sempre com a igreja e na igreja. O Espírito Santo veio para exaltar a Cristo e nos conduzir à verdade.

Em quinto lugar, Jesus é o dono da igreja. Foi o próprio Jesus quem disse a Pedro que ele mesmo edificaria a sua igreja (Mateus 16.18). A igreja é Deus, pois foi comprada com o sangue de Jesus (Atos 20.28). Jesus nunca passou-nos uma procuração, dando-nos a liberdade para sermos os donos de sua igreja.

Em sexto lugar, Jesus é o edificador da igreja. Nós somos os cooperadores de Deus, mas é Deus mesmo quem edifica a sua igreja. Um planta, outro rega, mas o crescimento vem de Deus (1Coríntios 3.9). Jesus disse: “Eu edificarei a minha igreja” (Mateus 16.18). Não conseguiríamos acrescentar nem um membro ao corpo de Cristo, mesmo que usássemos todos os recursos da terra.

Em sétimo lugar, Jesus é o protetor da igreja. A igreja não caminha vitoriosamente à parte da assistência e proteção de Cristo. Ele disse: “… e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16.18). Os inimigos da igreja são muitos e perigosos, mas Jesus é o nosso escudo e protetor. Ele é o general desse glorioso exército que caminha triunfantemente rumo à glória. Bendito seja seu santo nome!

8 Comentários

  • pr. Ary Iack Posted 14 de fevereiro de 2013 14:04

    Muito oportuno o seu artigo meu pastor.
    Como sempre muito bem escrito e bem baseado nas escrituras.
    Que o Senhor Jesus continue lhe abençoando.

  • Rafael Posted 15 de fevereiro de 2013 11:37

    Gostei muito do artigo pastor. Sábias palavras.
    Uma única ressalva que eu tenho a fazer é em relação ao quinto ponto colocado pelo pastor. No parágrafo o pastor diz que “a igreja é Deus, pois foi comprada com o sangue de Jesus”. Achei essa expressão perigosa pois coloca a igreja no patamar de Deus, quando na verdade sabemos que não é assim. Creio na igreja como agente do Reino de Deus, mas ela mesma não é nem o Reino, nem o Deus do Reino.
    No mais, tenho acompanhado os seus boletins há algum tempo e tenho sido muito edificado através da vida do irmão.
    Um grande abraço. Fique na Paz do Senhor!

  • Vagner lira Posted 16 de fevereiro de 2013 9:30

    Jesus é e sempre será a cabeça da igreja, o Papa é o líder na terra da igreja de Cristo, sucessor de Pedro (sobre ti Pedro, erguerei a minha igreja). Como você bem disse, as portas do inferno não prevalecerão sobre ela (mesmo com os cismas entre os anos 1000 e 1600), mesmo que Satanás tente, como vem fazendo a muitos anos, se infiltrar na igreja mas ela continua firme e forte e a promessa de Deus se cumpri todos os dias com a unidade da mais forte igreja presente e fundada por Cristo, enquanto outras, criadas por homens, cada vez mais se dividem ao longo do tempo.

  • José Mauricio Cruvinel Posted 18 de fevereiro de 2013 13:50

    Excelente artigo. Muito esclarecedor como sempre são os seus artigos. Tudo dentro da Palavra do Senhor. Foi muito importante este artigo pois serve para abrir os olhos daqueles que endeusam o papa que é homem como qualquer um de nós.

  • Pr Herminio Garcez Posted 23 de fevereiro de 2013 23:15

    Que Deus continue a iluminar tua mente para que Cristo seja Glorificado!

    • Helbert Souza Posted 30 de agosto de 2013 11:37

      Realmente somente Cristo é o Senhor de Sua igreja, Ele não tem vicários humanos. Por mais capacitados que estes pareçam ser, somente Jesus nos governa. Soli Deo Gloria!

  • lena Posted 2 de março de 2013 11:03

    Deus seja louvado ,o Senhor é unico, o Supremo toda honra,toda gloria ao Senhor.

  • Ercilio Negris Posted 6 de outubro de 2013 12:17

    Na primeira carta de Pedro cap. 5 vers. 1 , Pedro se coloca entre os presbíteros e não acima dos tais.

Responder

Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *