Jesus, o cabeça da Igreja

O mundo inteiro acompanha, surpreso, a renúncia de Bento XVI, como líder maior do Catolicismo Romano. O alemão Joseph Ratzinger é o 265º papa e um dos maiores expoentes teólogos da Igreja Romana. Homem culto, que domina seis idiomas, entre eles o Português. É autor de vários livros, pianista e membro de várias academias científicas. É reconhecidamente conservador. Combateu firmemente a teologia da libertação. Como chefe de Estado e líder de um dos maiores segmentos religiosos do mundo, é uma das pessoas mais respeitadas de nosso tempo. Porém, o momento é oportuno para fazermos algumas reflexões sobre a posição que o papa ocupa. É o papa o cabeça da igreja, a pedra fundamental sobre a qual a igreja está edificada, o supremo mediador e o substituto do Filho de Deus, como preceitua a dogmática romana? Vejamos o que a Palavra de Deus ensina:

Em primeiro lugar, Jesus é o cabeça da igreja. Essa verdade está meridianamente clara em Efésios 5.23. Nenhum homem, por mais culto ou piedoso, poderia ser o comandante da igreja universal. Somente Jesus tem essa honra. Jesus é o dono da igreja, o Senhor da igreja, o cabeça que governa a igreja, o bispo universal da igreja.

Em segundo lugar, Jesus é a pedra sobre a qual a igreja está edificada. O papado está alicerçado na interpretação de que Pedro é a pedra sobre a qual a igreja está edificada e que todo papa é sucessor de Pedro. A grande questão é se essa interpretação tem amparo bíblico. O contexto de Mateus 16.18 está todo voltado para a Pessoa de Cristo. O próprio Pedro deixou claro que Jesus e não ele é a pedra sobre a qual a igreja está edificada. No começo do seu ministério Pedro disse que Jesus é a pedra (Atos 4.11) e no final do seu ministério, quando escreveu sua primeira carta, tornou a enfatizar esse mesmo fato (1 Pedro 2.4-8).

Em terceiro lugar, Jesus é o único mediador entre Deus e os homens. O título concedido aos papas, “Sumo Pontífice”, significa supremo mediador. Essa expressão não cabe em nenhum líder religioso, pois a Bíblia é categórica em afirmar que só existe um Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo (1 Timóteo 2.5). O próprio Jesus disse: “Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida e ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14.6).

Em quarto lugar, Jesus enviou o Espírito Santo como seu substituto. O título atribuído aos papas “Vicarius Fili Dei”, ou seja, substituto do Filho de Deus, também, não pode ser concedido a nenhum homem. O substituto do Filho de Deus não é o papa, nem qualquer outro líder religioso, mas o Espírito Santo (João 14.16). O Espírito Santo, sendo Deus, está para sempre com a igreja e na igreja. O Espírito Santo veio para exaltar a Cristo e nos conduzir à verdade.

Em quinto lugar, Jesus é o dono da igreja. Foi o próprio Jesus quem disse a Pedro que ele mesmo edificaria a sua igreja (Mateus 16.18). A igreja é Deus, pois foi comprada com o sangue de Jesus (Atos 20.28). Jesus nunca passou-nos uma procuração, dando-nos a liberdade para sermos os donos de sua igreja.

Em sexto lugar, Jesus é o edificador da igreja. Nós somos os cooperadores de Deus, mas é Deus mesmo quem edifica a sua igreja. Um planta, outro rega, mas o crescimento vem de Deus (1Coríntios 3.9). Jesus disse: “Eu edificarei a minha igreja” (Mateus 16.18). Não conseguiríamos acrescentar nem um membro ao corpo de Cristo, mesmo que usássemos todos os recursos da terra.

Em sétimo lugar, Jesus é o protetor da igreja. A igreja não caminha vitoriosamente à parte da assistência e proteção de Cristo. Ele disse: “… e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16.18). Os inimigos da igreja são muitos e perigosos, mas Jesus é o nosso escudo e protetor. Ele é o general desse glorioso exército que caminha triunfantemente rumo à glória. Bendito seja seu santo nome!

17 comentários em “Jesus, o cabeça da Igreja”

  1. Gostei muito do artigo pastor. Sábias palavras.
    Uma única ressalva que eu tenho a fazer é em relação ao quinto ponto colocado pelo pastor. No parágrafo o pastor diz que “a igreja é Deus, pois foi comprada com o sangue de Jesus”. Achei essa expressão perigosa pois coloca a igreja no patamar de Deus, quando na verdade sabemos que não é assim. Creio na igreja como agente do Reino de Deus, mas ela mesma não é nem o Reino, nem o Deus do Reino.
    No mais, tenho acompanhado os seus boletins há algum tempo e tenho sido muito edificado através da vida do irmão.
    Um grande abraço. Fique na Paz do Senhor!

    1. Eu creio que foi um erro de digitação. Entendo que ele quis dizer: A igreja é DE Deus, pois todo o contexto do parágrafo aponta para isso.

    2. Acredito que ele quiz dizer que a igreja é de Deus, eu entendi assim porque em seguida ele disse pois foi comprada com o sangue de Jesus.

  2. Jesus é e sempre será a cabeça da igreja, o Papa é o líder na terra da igreja de Cristo, sucessor de Pedro (sobre ti Pedro, erguerei a minha igreja). Como você bem disse, as portas do inferno não prevalecerão sobre ela (mesmo com os cismas entre os anos 1000 e 1600), mesmo que Satanás tente, como vem fazendo a muitos anos, se infiltrar na igreja mas ela continua firme e forte e a promessa de Deus se cumpri todos os dias com a unidade da mais forte igreja presente e fundada por Cristo, enquanto outras, criadas por homens, cada vez mais se dividem ao longo do tempo.

  3. Jesus.
    O nome JESUS provém do Aramaico “Yeshua” (Javé salva) que foi adaptado em grego Iesous e foi adaptado em Latim Iesus.
    A palavra CRISTO provém do hebraico “Massiah” (Ungido) que foi Traduzida em Grego Khristós.depois em Latim Christus do qual deu origem em português a palavra Cristo.
    Jesus Cristo é o Filho de Deus, a Segunda Pessoa da Santissíma Trindade,
    o Deus Filho, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós.
    Três dias após a Seu Sofrimento na cruz,Jesus ressuscitou no Domingo e por isso Jesus esta Vivo depois Jesus foi
    para o céu para Junto de Deus Pai.
    Jesus é Deus e, como tal, possui os mesmos atributos de eternidade,
    onisciência, onipotência, onipresença e imutabilidade.
    Jesus Cristo afirmando: “EU E O PAI SOMOS UM”.
    Jesus participou da Criação. (Gn 1.16; Jo 1.3; 21.17;
    Ef 1.20-23; Ap 1.8; Is 54.5; 9.6).

  4. Matozinhos da Silva Santos

    A paz do Senhor Jesus. Muito bem esclarecido a respeito desta temática que está muito em evidência diante de uma sociedade baseada nós ensinos e doutrina romana. Sou assembleiano mais acima de tudo servo de Cristo e amante e praticante da sua palavra e grande apreciador de seus ensinos e mensagem. que Deus o capacite a ser este canal de alcance a muitos corações levando uma palavra de vida, esperança e salvação.

  5. AGNALDO VELOSO DILVA

    Referindo-se ao texto de escrito ( mateus 16 )
    Acredito que foi um erro de digitação o pastor Hernandes é conhecedor das escrituras sagradas. Sabe muito bem separar as coisas , que a igreja não é divina e sim o corpo.
    Bom dia

Deixe um comentário para Helbert Souza Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *