O ANO ESTÁ TERMINANDO, MAS A VIDA CONTINUA

As cortinas de 2018 estão se fechando. Foi um ano de muitas lutas, mas também de expressivas vitórias. Deus preservou nossa vida, protegeu nossa família e sustentou nossa igreja. As luzes de 2019 começam a surgir no horizonte. Será um ano de muitas expectativas no governo, na economia, na educação e no crescimento do país. Será um ano de muita esperança dos investidores. Será um ano em que os olhos do mundo se voltarão para o Brasil, para acompanhar se as promessas firmadas serão cumpridas e se os planos traçados serão perseguidos. Será um ano de desafios para nossos jovens, que anelam plantar aqui em solo pátrio seus sonhos.

Será um ano de correção de rota e avaliação dos métodos que usamos. Avançar sem avaliar a vida, a família e a igreja não é sábio. Não se trata de avaliar os fundamentos. Esses estão firmados e não se pode mexer. Devemos, sim, avaliar nossas motivações e nossas ações. Avaliar nossos métodos e nosso trabalho. Avaliar nosso envolvimento e nossos sentimentos. Avaliar o que fizemos e o que ficou sem fazer. Avaliar nosso empenho e nosso desempenho.

Dentre as várias áreas de atuação que merece essa análise, destacarei duas:

Em primeiro lugar, devemos avaliar nossa família. Nossa família é o nosso maior patrimônio, o nosso tesouro mais precioso. Nossos ganhos serão pura perda se os buscamos em sacrifício de nossa família. Nosso sucesso é consumado fracasso se negligenciamos a nossa família. Não podemos construir o nosso futuro sobre os escombros de nossa família. Dedique mais tempo à sua família. Converse mais. Brinque mais. Sorria mais. Compartilhe mais. Cultive mais amizade dentro do seu lar. Demonstre mais amor em suas atitudes. Pense menos em você e mais nos membros de sua família. Seja um intercessor mais do que um crítico. Construa pontes em vez de cavar abismos. Seja mais paciente e menos intolerante. Restabeleça o diálogo em sua casa. Comece ou recomece o culto doméstico em seu lar. Invista tempo na vida devocional. Busque as primeiras coisas primeiro. Pense nas coisas lá do alto. Ponha seu coração naquilo que é eterno. Vigie seu coração. Não ponha diante de seus olhos coisas imundas. Não escute aquilo que não edifica. Não fale o que não tem proveito. Não ponha seus pés no laço do passarinheiro. Fuja das tentações. Proteja sua família. Coloque seus filhos num lugar alto, longe dos predadores. Lidere sua família, como o grande líder Josué, dizendo: “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor”.

Em segundo lugar, devemos avaliar nossa igreja. Nossa igreja é uma agência do reino de Deus na terra. Precisamos permanecer na sã doutrina e cultivar a piedade. Precisamos pregar a palavra de Deus com entusiasmo e fervor. Precisamos discipular os novos convertidos, ensinando-os a amar a Deus e a servir ao próximo. Precisamos cuidar uns dos outros, pois somos membros uns dos outros. Pertencemos ao mesmo corpo. Somos membros da mesma família. Somos ovelhas do mesmo rebanho. Precisamos suportar uns aos outros em amor e perdoar uns aos outros como Deus em Cristo nos perdoou. Precisamos restaurar relacionamentos estremecidos e cultivar novas atitudes que pavimentem uma sólida comunhão. Precisamos viver em união, pois é aí que Deus ordena a sua benção e a vida para sempre. Somos como uma cidade edificada sobre o monte. Nossa luz precisa ser vista. Precisamos sair das quatro paredes e ir lá fora onde as pessoas estão, chamando-as pelo santo evangelho. Precisamos usar todos os recursos disponíveis e todos os meios possíveis, para levarmos a mensagem da graça de Deus, até aos confins da terra. Precisamos crescer em graça e em números. Precisamos plantar igrejas e investir nas causas de consequências eternas. Precisamos mobilizar e motivar todos os crentes a usarem seus dons para a edificação do corpo. Precisamos dar as mãos, e unidos, entrarmos no novo ano, com a disposição de dar o nosso melhor para a glória de Deus, para a edificação da igreja e para a salvação dos perdidos. Igreja, avante!

 

Rev. Hernandes Dias Lopes

Responder

Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *