O colapso da sociedade

O profeta Miquéias fez um diagnóstico da sociedade do seu tempo. Dois mil e setecentos anos se passaram e os problemas identificados naquele tempo parecem ser os mesmos. Os tempos mudaram, mas o coração do homem é o mesmo. Os mesmos problemas que levaram a nação de Judá ao colapso, ainda hoje ameaçam a nossa civilização de uma bancarrota. Que problemas são esses?

1. A exploração dos pobres pelos ricos (Mq 2.1,2) – Os ricos imaginavam a iniquidade no coração em seus leitos e à luz da alva o praticavam, porque o poder estava em suas mãos. Eles cobiçaram campos e os arrebatavam. Cobiçavam casas e as tomavam. Eles faziam violência aos pobres ao criarem leis e sistemas de opressão para assaltar o direito do pobre. Eles faziam as leis, manipulavam as leis, escapavam das leis, porque se colocaram acima das leis. Todo o sistema econômico agia em benefício dos poderosos. Os pobres não tinham vez nem voz. Eles viviam oprimidos, amordaçados, perdendo seus bens, suas famílias e até mesmo sua liberdade.

2. A corrupção dos políticos inescrupulosos (Mq 3.1-3) – A classe política de Judá havia se corrompido a tal ponto de Miquéias chamá-los de canibais. Eles comiam a carne do povo, arrancavam a pele e esmiuçavam os ossos. Eles aborreciam o bem e amavam o mal. Em vez dessa liderança política conhecer e exercer o juízo agia de forma draconiana oprimindo o povo, cobrando impostos abusivos para ostentar seu luxo nababesco. Quando o injusto governa o povo geme. Quando a injustiça prevelece, a nação se desespera.

3. A injustiça clamorosa do poder judiciário (Mq 3.11) – Não apenas a classe política havia naufragado no mar profundo do lucro imoral, mas também, o poder judiciário que deveria fiscalizar com justiça os atos do governo também havia se capitulado à sedução da riqueza ilícita. Miquéias diz que eles davam as sentenças por suborno. Eles não julgavam conforme a justiça nem pelo critério da verdade. Os pobres não tinham chance de defender sua causa, porque os juízes eram subornados e as sentenças eram compradas.

4. A decadência generalizada da família (Mq 7.6) – A decadência da sociedade de Judá procedia do palácio, passava pelo poder judiciário e descia à estrutura familiar. As famílias não eram mais redutos de reserva moral, mas campos de guerra. O conflito havia se instalado dentro da própria família. Os filhos desprezavam os pais, as filhas se levantavam contra as mães, as noras se levantavam contra as sogras, e os inimigos do homem eram os da sua própria casa. A família em vez de ser uma contra cultura numa sociedade decadente, era o espelho dessa sociedade. O mal que estava destruíndo a nação estava instalado no núcleo mais íntimo da nação, a família.

5. A apostasia galopante da religião (Mq 3.11) – A religião judaica devia ser como um facho de luz no meio da escuridão da idolatria pagã. Os judeus tinham a Palavra de Deus. Eles eram o povo da aliança. Eles foram escolhidos por Deus para ser luz para as nações. Mas, em vez do povo de Deus influenciar o mundo, foi o mundo que influenciou o povo de Deus. A religião deles tornou-se contaminada pelo fermento do lucro. Seus sacerdotes ensinavam por interesse, os seus profetas adivinhavam por dinheiro. O amor do dinheiro e a ganância pelo lucro fácil corrompeu-lhes a alma e fê-los cair nas teias insidiosas da apostasia.

Esse não é apenas o diagnóstico de uma sociedade remota, esse é o retrato da sociedade brasileira. Não podemos nos calar. Não podemos nos conformar. É tempo de nos levantarmos e agirmos!

Rev. Hernandes Dias Lopes

5 comentários em “O colapso da sociedade”

  1. EleniceMoreira da Silva

    Esta mensagem colapso da sociedade, lendo-o parece q estou vivenciando la no passado, de tão real q é! hj estambem mergulhados nesses mesmos problemas lamentavel! q Deus tenha misericordia e q a igreja do Deus vivo se lavante e proclame a sua glória , o seu amor, compaixao… e digamos ao mundo q Jesus tem grande interesse em salvar cada um homem!! um grande abraço! gosto muito das mensagens do Rev Hernandes Dias Lopes, são mensagens libertadoras, q faz a pessoa refletir, posicionar… não é manipulador!! gloória a Deus por isso!

  2. Pr Dalmir José Tomáz

    Olá Rev. Hernandes,
    Parabéns pela lucidez, simplicidade e profundidade do diagnóstico em “O Colapso da Sociedade”, infelizmente é o fiel retrato de nossa nação. Que Deus tenha misericóridia de nossa nação, continue usando o irmão e nos desperte p/pregarmos dioturnamente a salvação em Cristo.

  3. Olá Reverendo,
    está mensagem serve exatamente para que o homem tenha em mente que a sua condição sempre foi a mesma: caído, degenerado e incapaz de levantar-se por si só. Louvado seja Deus por sua vida Reverendo Hernandes

  4. É triste mas é a nossa realidade, uma sociedade deturpada, sem noção das consequências de suas ações. Mais uma vez parabens pelo site, pela mensagem, estarei sempre por aqui. Se me permitir, vou postar esse texto em meu site.

  5. O colapso total desta actual humanidade, deverá acontecer irremediavelmente. Acredito que será substituida por gente moralmente mais digna e elevada espiritualmente. Todas as coisas têm um tempo, e este tempo está a chegar ao fim. Que cada ser humano prepare o seu espirito, para o descalabroso futuro que nos aguarda. Que deus tenha pena de nós…

Deixe uma resposta para Estelio Batista Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *