O desafio do crescimento da igreja

A igreja é um organismo vivo e por isso ela precisa crescer e crescer de forma natural. Na busca do crescimento devemos evitar tanto a numerolatria, a idolatração dos números, como a numerofobia, o medo dos números. Precisamos buscar um crescimento saudável da igreja, o crescimento que traz glória ao nome de Deus, edificação para a igreja e conversão dos perdidos. Vamos examinar três aspectos desse crescimento.

1. O crescimento espiritual – O crescimento espiritual deve preceder o crescimento numérico. Este deve ser fruto daquele. Hoje muitas igrejas buscam sofregamente as multidões e estão ávidas por resultados. As leis do pragmatismo estão dominando a agenda de muitas igrejas evangélicas em nosso país.  Temos visto muita adesão epouca conversão; muito ajuntamento e pouco quebrantamento; muita religiosidade e pouca espiritualidade verdadeira. Carecemos de uma igreja que ame a Deus sobre todas as coisas. Uma igreja que tenha compromisso com a Palavra. Uma igreja que ore com fervor e evangelize com entusiasmo e urgência. O que precisamos hoje não é de mais religião, mas de mais conhecimento de Deus. Muitos crentes buscam as bênçãos de Deus e não o Deus das bênçãos. Trocam o Deus das bênçãos pelas bênçãos de Deus. A nossa maior necessidade não é das bênçãos de Deus, mas do Deus das bênçãos. Precisamos buscar o conhecimento de Deus mais do que prosperidade e sucesso.

2. O crescimento fraternal – A igreja precisa crescer em comunhão. Somos uma família. Somos membros do mesmo corpo e membros uns dos outros. Precisamos estar ligados uns aos outros pelo vínculo do amor. Não existe crente isolado do corpo. Não podemos viver isolados uns dos outros. Os crentes precisam se congregar. Precisam se envolver uns com os outros. Somos um exército e não soldados isolados. Somos uma família e não membrossolitários. Somos um rebanho e não ovelhas desgarradas. Precisamos amar uns aos outros, servir uns aos outros e encorajar uns aos outros. O amor é a nossa marca distintiva. Somos conhecidos como discípulos de Cristo pelo amor. O amor é a evidência  mais robusta aos olhos do mundo de que somos, de fato, discípulos de Cristo. O crescimento fraternal produz um profundo impacto evangelístico. Quando o mundo olhar para a igreja e ver nela a realidade do amor de Deus sentir-se-á irresistivelmente atraído a conhecer esse fato. A vida da igreja é o alicerce do seu ministério. Quando crescemos para cima e para dentro, então, inevitavelmente cresceremos também para fora.

3. O crescimento numérico – Se não podemos medir a saúde espiritual de uma igreja apenas pelo seu crescimento numérico, não podemos também deixar de ver sua fraqueza e enfermidade pela sua falta de crescimento numérico. Não existe fidelidade estéril. Uma igreja saudável cresce numericamente. Sabemos que é o Senhor que acrescenta os que vão sendo salvos. Sabemos que a igreja não administra resultados. Sabemos que só Deus abre os corações, dá o arrependimento para a vida e a fé salvadora. Porém, a igreja que semeia com lágrimas volta com júbilo trazendo os seus feixes. A igreja que prega a Palavra com fidelidade e vive em santidade receberá do Senhor resultados promissores. Não podemos colher se não semeamos. Não podemos ver pessoas salvas em nosso meio se não evangelizamos. Não podemos nos alegrar com os frutos do nosso trabalho, se não nos afadigamos na obra. Todo aquele que foi alcançado pelo evangelho é um arauto do evangelho. Todo salvo é um evangelista. Fomos chamados do mundo e enviados de volta a ele como embaixadores de Deus. Somos ministros da reconciliação. Temos a maior notícia que o mundo precisa ouvir, acerca da maior e mais importante Pessoa do Universo. Temos as boas novas do evangelho de Cristo. Não podemos sonegar essa mensagem aos pecadores. Se nós nos calarmos seremos tidos como culpados. O tempo urge. É mais tarde do que você imagina. A noite vem quando ninguém mais poderá trabalhar. Não podemos chegar diante de Deus de mãos vazias. Chegou a hora de você se levantar no poder do Espírito Santo para ser um ganhador de almas, um vaso de honra nas mãos de Deus para cooperar com o crescimento numérico da igreja. Estou certo de que chegou a hora desta igreja crescer espiritual, fraternal e numericamente.

Rev. Hernandes Dias Lopes

Responder

Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *