Os atributos de um pai

INTRODUÇÃO

1. Hoje é o dia dos pais – Queremos parabenizar todos os pais da igreja e reconhecer o grande valor da sua vida, a importância do seu ministério no contexto da família, igreja e sociedade.
2. A paternidade bem sucedida é um dos maiores sinais de vitória na vida de um homem – As pessoas mais felizes não são as mais famosas, mas aquelas que buscam a Deus em primeiro lugar e constroem uma familia piedosa.
3. Onde os pais e os filhos estão em conflito, gera a maldição – Essa é a mensagem final do Antigo Testamento. Somente a conversão do coração dos pais aos filhos e dos filhos aos pais pode afastar da terra a maldição.
4. A peternidade responsável é o mais sublime papel que um homem pode exercer – Grandes homens na Bíblia que ganharam notoriedade falharam como pais: Isaque, Eli, Samuel, Davi, Josafá.
5. Vejamos na descrição de Paulo os atributos de um pai:

I. O PAI É ALGUÉM QUE GERA OS FILHOS – v. 15

– Paulo não era pai biológico dos crentes de Coritno, mas ele os havia gerado em Cristo. Ele era o pai espiritual deles.
– Um pai pode ser adotivo e gerar os seus filhos no coração, por um amor deliberado.
– O pai não gesta o filho, mas ele gera o filho. Mesmo os filhos adotivos são gerados no coração dos pais. O pai é aquele que transmite a sua vida para os filhos. Ele ama mais os filhos do que a si mesmo. Ele dá sua vida pelos filhos
– O pai carrega os filhos no coração: ele vive os sonhos dos filhos, ele carrega os filhos nos braços, no bolso, na mente, na alma.
– O pai é como o guerreiro que carrega a sua aljava, diz o salmista: o pai é aquele que carrega as flechas, lança as flechas para longe e lança-as no alvo certo.

II. O PAI É ALGUÉM QUE NÃO HUMILHA OS FILHOS – v. 14a

– Um pai de verdade nunca expõe os filhos ao ridículo, não humilha os filhos perto dos outros, não diminui o valor dos filhos, não os critica negativamente, não achata sua auto-estima.
– Precisamos aprender a falar dentro de casa: “Menino, você é um bagunceiro. Esse quarto está uma desordem”. É melhor falar: “Filho, esse quarto não está arrumado, você poderia colocá-lo em ordem”.
– Muitos filhos vivem inseguros, porque sempre foram criticados pelos pais: os pais precisam temperar a disciplina com o elogio e o encorajamento. Precisamos apontar os erros, mas também valorizar as virtudes.
– Ilustração: A mulher que queria se matar e disse para mim que ela era um problema.

III. O PAI É ALGUÉM QUE TEM CORAGEM PARA CONFRONTAR OS FILHOS – v. 14b

– A admoestação é um sinal de amor. Muitos pais perdem os filhos porque não impoem a eles limites.
– Outros pais amam mais os filhos do que a Deus, como Eli e os filhos crescem sem ser confrontados.
– Outros pais são como Davi: amam os filhos e nunca quer vê-los contrariados, por isso deixa de confrontá-los. A consequência é dramática: Davi perdeu alguns de seus filhos por isso.
– Outros pais são bonachões, porque eles mesmos não têm limites e por isso não sabem orientar e confrontar os filhos.
– Os filhos precisam de limites. Os filhos precisam de pais que saibam dizer na hora certa e saibam dizer sim também na hora certa. Os filhos precisam de pais.

IV. O PAI É ALGUÉM QUE DÁ EXEMPLO – v. 16

– A palavra que Paulo usou para exemplo é mimetai, de onde vem mímica. Os pais precisam ser modelo, exemplo para os filhos.
– Os pais precisam ser o espelho dos filhos: mudo, limpo, reto e iluminado.
– Os pais ensinam mais pelo exemplo do que pelas palavras. A palavra fala, o exemplo grita. O exemplo não é uma forma de ensinar, é a única.
– Ilustração: A águia: 1) Põe o ninho dos filhotes nos lugares altos; 2) Voa sobre o ninho; 3) Tira a penugem do ninho; 4) Joga os filhos para fora do ninho; 5) Apanha o filho e o ensina a voar.

V. O PAI É ALGUÉM QUE DISCIPLINA OS FILHOS – v. 21

– Quem ama disciplina. Só os bastardos não são disciplinados. A disciplina é um ator de amor. A disciplina é um ato preventivo. A disciplina é um ato interventivo de cura. É como tirar um tumor que está se formando.
– Deus nos ama e nos disciplina. A Bíblia ensina: “Disciplina o teu filho enquanto é tempo”. Um filho indisciplinado é a vergonha do pai e o opróbrio da mãe. Quem disciplina os filhos, livra a alma deles do inferno.
– A disciplina no momento não é motivo de tristeza, mas depois produz fruto pacífico de justiça. A família sem disciplina vira uma anarquia. Uma igreja sem disciplina não é uma verdadeira igreja.
– A disciplina é um ato responsável.

VI. O PAI É ALGUÉM QUE DÁ CARINHO AOS FILHOS – v. 21b

– Os pais precisam temperar a disiciplina com o afeto. Precisam aprender usar a vara e também beijar os filhos. Precisam chorar com eles, mas também celebrar com eles.
– Os pais precisam ser pródigos nos elogios aos filhos.
– Os pais precisam respeitar as diferenças dos filhos.
– Os pais não podem comparar os filhos.
– Os pais não podem gerar expectativas inatingíveis para os filhos: nunca se contentam: o filho tira 90 em matemática: e ele diz você nunca vai conseguir um 100!
– Os pais precisam ter tempo para os filhos: presentes não substituem presença.
– Os pais precisam manter o canal de comunicação aberto com os filhos e interessar-se pelos seus assuntos.
– Os pais precisam aprender a colocar os filhos no colo e ministrar ao coração deles o afeto.
– Paulo chama seus filhos na fé de amados (v. 14). Chama Timóteo de filho amado (v. 17).

VII. O PAI É ALGUÉM QUE SE ESFORÇA PARA ESTAR PERTO DOS FILIHOS – v. 19

– O pai é alguém que gosta de estar perto dos filhos, que dá prioridade aos filhos, que tem tempo para os filhos.
– O mercado global, materialista e consumista está exigindo mais do nosso dinheiro e do nosso tempo. As famílias estão colocando coisas no lugar de relacionamentos.
– Os filhos pequenos pedem ajuda aos pais e eles dizem: não tenho tempo: mas o telefone toca e os pais correm para atender e gastam meia hora e logo os filhos descobrem que não têm com os pais o mesmo crédito que o telefone, televisão, amigos e trabalho.
– Invista mais tempo na sua família. Invista mais tempo nos seus filhos. A sua herança não dinheiro, casa, apartamento e carro. Herança do Senhor são os filhos. Nenhum sucesso compensa o fracasso da sua família e a perda dos seus filhos.
– Ilustração: Jó dedicou o melhor da sua vida para Deus e para os seus filhos: 1) Ele investia no relacionamento dos filhos; 2) Ele orava diariamente pelos filhois; 3) Ele exortava constantemente seus filhos; 4) Ele ensinava seus filhos que a coisa mais importante na vida é glorificar a Deus.

CONCLUSÃO

– Você tem sido um pai de verdade? O que você poderia mudar em sua vida, em seu relacionamento dentro do lar, em seu compromisso com Deus, em sua agenda para ser um pai melhor?
– Você está disposto a investir o melhor do seu tempo, da sua vida, dos seus dons e talentos para abençoar sua casa, seus filhos?
– Você tem tido o privilégio de gerar os seus filhos espiritualmente?

Rev. Hernandes Dias Lopes

6 Comentários

  • karina gomide silva Posted 6 de agosto de 2018 15:13

    Boa tarde ,eu gostaria de saber qual foi a passagem bíblica ,que foi basiada ?

    • vanderlei Posted 11 de agosto de 2018 22:38

      1 Coríntios 4.14-21

    • Davidson Posted 12 de agosto de 2018 16:38

      EM Primeira Corintios capítulo 4. Deus o abençoe irmão.

  • Marcio Posted 9 de agosto de 2018 22:48

    I coríntios 4.14-21

  • Jefferson Freire Posted 12 de agosto de 2018 15:32

    Olá Karina, paz
    Esta baseada em 1 corintios 4
    Deus abençoe

  • Ricardo Ferrer Posted 12 de agosto de 2018 16:04

    I Coríntios 4

Responder

Deixe uma resposta para Marcio Cancelar resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *