Os dons espirituais à luz da Bíblia

Os dons espirituais são dádivas de Deus à igreja para a realização do ministério e a edificação dos santos. Não são dotes naturais, mas capacitação sobrenatural. Não são alcançados por mérito, mas distribuídos pela graça. Não são distribuídos conforme o querer humano, mas segundo a vontade soberana do Espírito Santo. Quatro verdades merecem ser destacadas sobre os dons espirituais.

Em primeiro lugar, a origem dos dons espirituais. Os dons espirituais não procedem do homem, mas de Deus. Não podem ser confundidos com talentos naturais. Não é um pendor humano nem uma habilidade inata que alguém desenvolve. Os dons espirituais são concedidos aos membros do corpo de Cristo, pelo Espírito Santo, quando creem em Cristo, e são desenvolvidos na medida em que os fiéis os utilizam para a glória de Deus e edificação dos salvos. Nenhuma igreja pode conceder os dons. Nenhum concílio eclesiástico tem autoridade para distribuí-los. Os dons espirituais são dádivas de Deus à igreja. São distribuídos segundo a vontade do Espírito e não conforme as preferências humanas. Eles vêm do céu e não da terra; emanam de Deus e não dos homens.

Em segundo lugar, a natureza dos dons espirituais. Os dons espirituais são uma capacitação sobrenatural dada pelo Espírito Santo aos membros do corpo de Cristo para o desempenho do ministério. Nós somos individualmente membros do corpo de Cristo. Cada membro tem sua função no corpo. Nenhum membro pode considerar-se superior nem inferior aos demais. Todos os membros são importantes e interdependentes. Servem uns aos outros. Pelo exercício dos dons espirituais as necessidades dos santos são supridas, de tal forma que, numa humilde interdependência todos os salvos crescem rumo à maturidade, à perfeita estatura do Varão perfeito, Cristo Jesus.

Em terceiro lugar, o propósito dos dons espirituais. Os dons espirituais são recebidos de Deus e exercidos com Deus, por Deus e para Deus para que a igreja de Cristo tenha suas necessidades supridas e possa, assim, cumprir cabalmente sua missão no mundo. Não nos bastamos a nós mesmos. Nenhum membro do corpo de Cristo ficou sem dons e nenhum recebeu todos os dons. Devemos suprir as necessidades uns dos outros. Dependemos uns dos outros. No corpo há unidade, diversidade e mutualidade. Os membros não têm vida independente do corpo. Cada membro do corpo tem sua função. Cada membro precisa exercer o seu papel para que o corpo cresça de forma harmoniosa e saudável. O corpo cresce de forma harmoniosa e saudável quando servimos uns aos outros conforme o dom que recebemos.

Em quarto lugar, o resultado dos dons espirituais. Os dons espirituais têm dois propósitos: a glória de Deus e a edificação da igreja. Deus é mais glorificado em nós quanto mais nós nos deleitamos nele e servimos uns aos outros. O dons espirituais não são dados para autopromoção. Nenhum membro da igreja pode gloriar-se por ter este ou aquele dom, pois os dons são recebidos não por mérito, mas por graça. Usar os dons para exaltação pessoal é dividir o corpo em vez de edificá-lo. A igreja de Deus não é uma feira de vaidades, mas uma plataforma de serviço. No reino de Deus maior é o que serve. No reino de Deus perdemos o que retemos e ganhamos o que distribuímos. Quando investimos nossa vida, recursos e dons para socorrer os aflitos, fortalecer os fracos, instruir os neófitos, ajudar os necessitados e encorajar os santos, o nome de Deus é exaltado, o mundo é impactado e a igreja é edificada. Quando usamos os dons espirituais da forma certa e com a motivação certa, Deus é exaltado no céu e os homens são abençoados na terra.

10 comentários em “Os dons espirituais à luz da Bíblia”

  1. Artigo maravilhoso sobre os dons espirituais de acordo com a palavra de Deus, que serve para nos esclarecer como salvos e membros do corpo de Cristo. Que continue te usando poderosamente, com este dom(ensino), para o crescimento da igreja(corpo de Cristo)

  2. Os dons foram presentes oferecidos pelo Senhor a igreja, pois ele sabia a grande confusão que viria. Quando aprendemos que são presente alcançados não por mérito próprio, mais são presenteados pelo espírito de Deus, nos tornamos servos aptos a administra-los a favor do corpo de Cristo para edificação dos necessitados, que nesta última hora não tem sido poucos. Muitos estão machucados, feridos, desiludidos, sem fé. Nesta hora o servo que usar da melhor maneira o dom de palavra de sabedoria, o de dicernimento de espírito, ajudará e muito a todos os demais que necessitarem, muitos estão precisando. Que Deus use a todos quanto se fizerem necessário para instrução no caminho de Jesus Cristo.

  3. Prezado irmao, devemos nao convidar um irmao crente para visitar nossa igreja? Corremos algum risco com isso, fomos instruidos para nao convidar, para nao correr o risco de retribuirmos a visita e ser contaminados por uma outra falsa doltrina de alguma igreja. Sabe irmao isto tem me atormentado, porque eu entendo q devo ajudar a qualquer pessoa a encontrar o caminho da verdade.

  4. Excelente estudo. Sei e concordo que os dons são distribuídos pelo Espírito Santo e não por homens. Mas se for possível gostaria de um esclarecimento sobre Romanos 1.11, quando Paulo diz: “…desejo ver-vos a fim de repartir convosco algum dom espiritual…”

  5. Estudo simples e esclarecedor. Só gostaria de fazer um pedido:
    Acho de vital importância colocar as referencias bíblicas de algumas afirmações contidas no texto, de modo com que o estudo seja mais rico e inquestionável. obg Pastor!

Deixe uma resposta para Jonas Paiva Junior Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *