Quando o fracasso não tem a última palavra

Há pessoas que começam bem, mas terminam mal. Elas têm um brilhante começo, mas um fim trágico. Assim foi a história de Demas. Ele é citado apenas três vezes no Novo Testamento. A primeira vez que Demas aparece, ele é apresentado como um cooperador de Paulo (Fm 24). Da segunda vez, nada se acrescenta a seu respeito; apenas seu nome é mencionado (Cl 4.14). Da última vez, porém, nos é dito que ele abandonou Paulo (2Tm 4.10). Há muitas pessoas cuja vida é uma descida ladeira a baixo. Há muitos indivíduos que em vez de caminhar para frente, recuam; em vez de subir, descem; em vez de crescerem no conhecimento e na graça de Deus, retrocedem na fé.

Mas, graças a Deus, muitos também fazem o caminho inverso. Esses caminham para a frente. Esses aprendem com os fracassos e se levantam na força do onipotente para prosseguirem firmes e resolutos nas veredas da justiça. Citamos, aqui, o exemplo do jovem João Marcos. Quem foi esse jovem?

Em primeiro lugar, João Marcos foi um cooperador(At 13.5). João Marcos era um jovem humilde e prestativo. Ele foi auxiliar de Barnabé e Paulo (At 13.5). Nesse tempo, João Marcos era ainda muito jovem e inexperiente, mas sentiu o desejo de acompanhar os dois missionários rumo à região da Galácia. Seu propósito era servir aos dois missionários separados por Deus para tão sublime tarefa. Nesse tempo João Marcos era um jovem idealista e corajoso. Dispôs-se a deixar o conforto da sua casa em Jerusalém (At 12.12), para enfrentar as agruras de uma viagem missionária por regiões inóspitas e perigosas.

Em segundo lugar, João Marcos foi um desertor(At 13.13). Não sabemos os motivos, mas no meio do caminho, João Marcos desistiu da viagem, apartou-se de Paulo e Barnabé e voltou para sua casa em Jerusalém. Faltou-lhe coragem e maturidade para prosseguir. Faltou-lhe perseverança para não retroceder. Faltou-lhe forças para continuar servindo aos dois missionários da igreja. Aquele foi um capítulo sombrio na vida desse jovem. Ele foi um desertor. Ele capitou-se diante das dificuldades. Ele não teve coragem de seguir adiante.

Em terceiro lugar, João Marcos foi um missionário (At 15.36-39). Era tempo de voltar à segunda viagem missionária. Barnabé, porém, queria levar consigo a João Marcos (At 15.37). Paulo, porém se recusou terminantemente dar uma segunda chance ao jovem desertor. Barnabé contendeu com Paulo, mas não desistiu de João Marcos (At 15.38,39). Levou-o consigo para Chipre e fez dele um missionário. João Marcos tornou-se um homem valoroso nas mãos de Deus. Além de Barnabé, o apóstolo Pedro também investiu na vida de João Marcos, a ponto de chamá-lo de filho (1Pe 5.13). Esse jovem mais tarde tornou-se o escritor do primeiro evangelho a ser escrito, o evangelho segundo Marcos, destacando nessa obra preciosa as gloriosas obras de Cristo, apresentando-o como servo perfeito.

Em quarto lugar, João Marcos foi um homem útil (2Tm 4.11). Paulo estava preso numa masmorra romana. A hora do seu martírio havia chegado. Do interior desse cárcere insalubre e frio Paulo escreve a seu filho Timóteo, rogando que ele fosse rápido vê-lo em Roma. Chama-nos atenção, uma recomendação do apóstolo a Timóteo: “Toma contigo Marcos e traze-o, pois me é útil para o ministério” (2Tm 4.11). O jovem rejeitado por Paulo, é agora prezado por ele. Aquele que um dia desertou e foi rejeitado, é agora desejado. Paulo muda de opinião acerca de João Marcos e deseja tê-lo ao seu lado antes de morrer. João Marcos fraquejou um dia na vida, mas se levantou. Ele nos prova que é possível recomeçar, quando colocamos nossa vida nas mãos de Deus.

13 comentários em “Quando o fracasso não tem a última palavra”

  1. Pr.Hernandes, seu site ficou excelente. Parabéns!
    Só o senhor para trazer um sermão dessa qualidade, para nos
    alimentar com sustância. Aliás tudo que o senhor faz, sempre
    com excelência. Que Deus continue a movê-lo pelo poder do
    Espirito Santo e o Nosso Deus te proteja nessas suas caminhadas
    a fora, levando a palavra pura e fiel a Deus.
    Agradeço sempre a Deus pela sua preciosa vida.
    clarice

  2. Estava lendo este estudo,e veio na minha memoria alguns lideres da minha denominação,que no passado foram grandes homens de deus,e aos poucos foram perdendo o primeiro amor hoje vivem,no esquecimento até seus familiares. Valeu pastor por este alerta,devemos ser firmes,no início,meio e fim. temos de combater o bom combate,acabar a carreira e guardar a nossa fé como fez o apóstolo Paulo.

  3. Pr. Hernandes, que Deus o abençoe muito no seu ministério, sei da grande responsabilidade dos que ensinam, daqueles que se afadigam na Palavra. Que o Sr. possa ser sempre, utilizado por Deus como instrumentalidade nas suas mãos. E possa ser canal de bençãos, na proclamação das boas novas do Evangelho da salvação. Tenho orado muito pela sua vida, pedindo que Deus lhe – dê muita sabedoria e que continue pregando a Palavra com inteireza e singeleza de coração, mantendo a boa e sã doutrina. Que o seu conhecimento da Bíblia, seja sempre iluminado pelo Senhor. Que o Sr. continue acima de tudo, mantendo a benignidade e a fidelidade a Cristo, sejas sempre servo bom e fiel do Sr. Jesus.

  4. rev . tenho muito me fortalecido, pela suas mensagens,hoje em nosso cotidiano,vemos muitos sermoes baseados em criticas, a ministerios alheiro pela midia, e pouco conteudo da palavra que liberta. que nosso Deus continue te fazendo como reverencial a uma igreja(noiva ) de jesus que precisa de novas vesti.. abraço marilene,MG

  5. Caro Pr. Hernandes, sou filho na fé do saudoso Rev. Denoel Nicodemos Eller, hoje moro na cidade de Jacupiranga-SP e sou membro da IPB local. Gosto muito de assistí-lo na Band aos sábados de manhã, mensagens maravilhosas que tem feito muito bem a mim e a toda minha família. Deus abencoe muito o Sr. e toda sua família e lhe dê sempre esse dinamismo e essa eloquencia para falar aos quatro cantos do Brasil sobre a pessoa maravilhosa do Nosso Senhor Jesus Cristo!!!Um grande abraco do irmão em Cristo, Paulo .

  6. rev sou pastor de outra denominaçao porem tenho ouvido suas mensagens tanto na tv como pela internet e tenho louvado a Deus pela sua vida e estou ciente que Deus tem lhe usado para trazer de volta para nossos pulpitos a genuina palavra , vivo em uma igreja pentecostal a 30 anos porem tenho tirado muito proveito da maturidade das igrejas historicas , desejo lhe muita saude e graça para dar sequencia a esse belo trabalho que tens feito Deus o abençoe

  7. Prezado pastor.Muito boa a sua reflexão.É maravilhoso saber que Deus não desiste de nós.Mesmo que fracassemos,Ele nos estende a Sua forte mão e nos ergue.”Ele não esmaga a cana quebrada e nem apaga a torcida que fumega”.Glórias sejam dadas a Ele.Deus éBom e a Sua misericórdia dura para sempre.”Amém.

  8. Prezado Pr; Hernandes Deus tem te usado para que traga
    palavras que diz, o que o homem é pecador e precisa da
    misercodia de Deus,Jesus , diferente do que eles estão pregando,
    só vitoria , que o crente não passa provações; que é vencedor
    em tudo, Deus te dê muita saúde , sabedoria , para que cada
    vez pregue o verdadeiro evangelho

  9. referendo,parabens pelo amor e a dedicação a obra de DEUS realizado na sua vida,q esse tempo DEUS CONTINUE lhe iluminando como estrumento nesta obra que muito grande,esse evangelho q pregamos é muito desprezado por muitos,mais o importante é abraçarmos a obra de cristo

  10. Clícia de Carvalho Carellos Lincher

    Pastor Hernandes, que bênção ouvi-lo e meditar em seus sermões. Que o Senhor continue a abençoá-lo e a iluminá-lo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *