EU SOU UMA MÃE MUITO AFLITA

Com sua permissão, eu quero me apresentar. Eu sou uma mãe aflita, como tantas outras ao redor do mundo. Eu sou conhecida como a mulher cananeia. Eu tenho vivido dias de terríveis angústias. Minha filha querida está horrivelmente endemoninhada. Eu carrego no peito a dor de ver minha...

LEIA MAIS

O PERIGO MORA AO LADO

O mundo está atordoado com as marcas da violência silenciosa, gestada no anonimato, mas que age com estardalhaço, ceifando indiscriminadamente inocentes indefesos, em escolas, praças e redutos religiosos. O que aconteceu recentemente em Suzano, São Paulo, e em Nova Zelândia, retrata...

LEIA MAIS