Lições da ceia do senhor

O apóstolo Paulo, em sua Primeira Carta aos Coríntios, tratou de maneira objetiva sobre a Ceia do Senhor. Jesus mesmo instituiu esse sacramento como um meio de graça para sua igreja. Somente aqueles que foram remidos e lavados no sangue do Cordeiro e confessam o nome do Senhor Jesus devem participar desse banquete da graça. Só aqueles que discernem o que Cristo fez na cruz são chamados para participar desse sacramento. À luz do texto bíblico (1Co 11.23-34) queremos extrair quatro lições importantes:

1. Uma gloriosa mensagem é proclamada (1 Co 11.23-26) – A Ceia do Senhor foi instituída para que a igreja pudesse recordar continuamente o sacrifício vicário de Cristo na cruz em seu favor. Jesus fez grandes milagres e ofereceu à igreja sublimes ensinamentos, mas instituiu um sacramento para ser memorial da sua morte. Todas as vezes que nos assentamos ao redor da mesa da comunhão, estamos proclamando que o corpo de Cristo foi partido e dado por nós e seu sangue foi vertido como símbolo da nova aliança. A morte de Cristo é o eixo central do evangelho. Fomos reconciliados com Deus pela morte de Cristo. É pela sua morte que temos vida. Devemos anunciar a sua morte até que ele venha em glória.

2. Uma solene advertência é feita (1 Co 11.27) – Participar da Ceia do Senhor indignamente é um grave pecado. O indivíduo que assim procede torna-se réu do corpo e do sangue do Senhor. Como uma pessoa pode participar da Ceia de forma indigna? Fazendo-o sem discernimento espiritual, ou seja, sem crer no sacrifício vicário de Cristo. Não podemos nos aproximar da Mesa do Senhor de forma digna a menos que reconheçamos a hediondez dos nossos pecados e que foi por eles que Cristo verteu o seu sangue na cruz. Não podemos participar da Ceia dignamente a não ser que tenhamos plena consciência da nossa indignidade. Essa participação não é um privilégio do mérito, mas uma oferta da graça.

3. Uma ordem clara é dada (1 Co 11.28,29) – Sempre que somos chamados à Mesa da Comunhão olhamos para o passado e contemplamos a cruz. Olhamos para a frente e aguardamos a volta gloriosa de Cristo. Olhamos ao redor e acolhemos em amor os nossos irmãos. Mas, também, olhamos para dentro para examinarmo-nos a nós mesmos. Não somos chamados para examinar os outros, mas para examinar a nós mesmos. Se examinássemos detidamente os nossos próprios pecados, não teríamos tempo para ficar apontando os pecados dos outros. Um superficial exame do nosso próprio coração é que nos torna tão críticos e intolerantes com os outros.

4. Uma dolorosa realidade é constatada (1 Co 11.30-34) – A participação desatenta e descuidada da Ceia do Senhor produz resultados desastrosos. Em vez de edificação vem juízo. Em vez de deleite espiritual vem disciplina. Paulo menciona três níveis dessa disciplina: Enfraquecimento, doença e morte. Entre os crentes de Corinto havia gente fraca, enferma e alguns haviam sido ceifados pela disciplina divina. O pecado sempre produz resultados desastrosos, sobretudo, na vida dos crentes.

A Ceia do Senhor é um momento de auto-exame e arrependimento, mas também de profunda gratidão e alegria. Devemos nos aproximar da Mesa do Senhor com santa reverência e santo temor e ao mesmo tempo com profunda gratidão e imensa alegria. Devemos celebrar essa festa não com o fermento da maldade e da malícia, mas com os asmos da sinceridade e da verdade (1Co 5.7,8).

Rev. Hernandes Dias Lopes

5 comentários em “Lições da ceia do senhor”

  1. Rev. Hernandes, sempre tenho lido suas mensagens, aprendido muito com seus ensinamentos, e glorificado a Deus por ele te usar como tem usado para ministrar a Palavra que Ele tem colocado no seu coração. E esta mensagem é profunda, é tudo que um cristão precisa saber para participar corretamente da ceia. A minha oração é para que continue te usando por este mundo afora, ensiando o verdadeiro envagelho puro. Que o sangue de Jesus esteje sobre a sua vida, sobre sua familia e sobre seu ministério. Um forte abraço. Paz e graça. ( um dia vamos convida-lo a vir aqui na nossa igreja. Paraopeba,Minas Gerais, 90 km de Belo Horizonte).

  2. Rev, Hernandes
    Minas cordiais saudações; venho por meio deste dizer-lhe que estou de continua Oração por ti e por todos os teus entes querido, que Deus mantenha a o em todo e qualquer realizar que a compaixão e a misericórdia seja a sua divisa unindo-nos a um só amor no mesmo Espirito. Aproveito o momento para convida-lo quando possível vim em nossa Congregação para ministrar uma palavra do Céu para o nossos corações.
    Que Deus ti abençoe e ti dê a paz
    Fraternalmente:
    Pb; Luiz Claudio De Sousa Coelho.

  3. ALELUIAS!!!
    Depois de 34 anos, estudando e tendo o entendimento da Palavra do Senhor conforme ELE a dispensou para o mundo, pela PRIMEIRA VEZ sou contemplado por um Pastor com o correto entendimento da Ceia do Senhor.
    Tenho visto e ouvido, ao longo de todos esses anos, ininterruptamente, de Pastores de diversas denominações tanto tradicionais quanto pentecostais, a ministração da Ceia de forma diferente e errada.
    Dou glórias ao Senhor Deus que finalmente encontrei quem entendeu o que a Bíblia ensina sobre essa ministração. Tenho para mim que muitos Pastores ministram errada e conscientemente com o intuito de ter sob seu pastoreio uma Igreja santa aqui neste mundo… uma Igreja sem pecados não existe neste nosso mundo. Existe Igreja que busca santificação, mas sem pecado não!
    Obrigado Rev. Hernandes Dias Lopes!

  4. S ou pastor de uma congregação Brasília, DF , e tenho me valido muito de seu sermoes e estudos,admiro muito a pessoa do Rev. Ernanes dias . senhor tem sido meu companheiro nas minhas dúvidas ,que continue abençoando seu ministério. amém, e a Paz do Senhor esteja eternamente sobre sua vida e família.

  5. A Graça e a Paz do Senhor Jesus Cristo Reverendo.
    Que o nosso Deus Todo Poderoso continue abençoando a sua vida, da sua família e o seu ministério, fiquei regozijado com essa mensagem, glorifico a Deus pela sua vida. Abraços!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *